Meu Perfil
BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Tudo ao meu redor


O que não mata engorda

Retornar para a dieta em época de festas juninas é uma decisão pouco inteligente, principalmente quando se ama loucamente os pratos servidos nesse tipo de festa. Mas o que realmente me incomoda é a total consciência sobre a minha incapacidade de resistir às iguarias ofertadas nesses eventos.

Por que minha força de vontade é tão claramente inferior ao desejo básico de consumir alimentos calóricos, de baixo teor nutritivo, que só servirão para alimentar minhas celulites, culotes e barriga?

Mundinho cruel. Por ironia do destino, a nutricionista marca a consulta justamente para esta semana. À época da marcação, nem percebi que cairia bem no meio dos festejos juninos. Mas depois de me empanturrar de canjica, milho, churrasquinho e outras guloseimas por dois dias seguidos, chega a doer o desespero de me imaginar sobre a balança do consultório, assistindo aqueles números se elevando no mostrador digital, saindo de zero para Deus sabe lá quantos quilos.

Minha estratégia inicial será a disciplina militar para seguir a dieta até quarta-feira, dia da consulta. A intenção é tentar perder magicamente dois quilos em dois dias. Claro que sei que é uma meta improvável, mas, a fé move montanhas e de vez em quando é preciso crer em milagres.

É claro que Deus tem coisas mais importantes para focar do que em ludibriar minha nutricionista, mas, não consigo deixar de depositar a fé em tudo o que faço. Até porque perderia o sentido. Claro que o milagre que espero depende mais de mim, um ser totalmente fraco e propenso ao pecado da gula, do que a qualquer ente que não seja mortal.

O jeito agora é fazer o que está a meu alcance e aprender a ser mais compromissada comigo e com as metas estabelecidas. Mas, acho que tudo isso fica para a próxima consulta. Na de depois de amanhã, a reprovação é certa e não há o que fazer a respeito.



Escrito por MSS às 10h44
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]